Lembre-se!

.
“Os fariseus e os escribas tomaram as CHAVES DA GNOSIS. Eles não entraram e nem deixaram entrar aqueles que queriam entrar. Vós, no entanto, sede sábios como a serpente e manso como as pombas”
( JESUS CRISTO – Evangelho de São Tomé )

"Seguramente, cada um que receba um Mistério do Reino da Luz, irá e herdará até à Região na qual recebeu Mistérios. Porém, não conhecerá ... a Gnose do Universo e porque é que tudo isto surgiu a menos que conheça a UNA e Única Palavra do Inefável que é a Gnose do Universo. ..... E de novo vos digo abertamente: EU SOU A GNOSE DO UNIVERSO"
.
( Jesus Cristo em Pistis Sophia, o livro sagrado dos cristãos gnósticos primitivos )

.

As Chaves da Gnosis

As Chaves da Gnosis
.
.

JEOVÁ não é JAVÉ


É comum ver pessoas dizendo que JEOVÁ é o mesmo que JAVÉ ou que o correto é escrever Javé e não Jeová. Diante disto, as bíblias mais modernas estão trazendo o nome Javé ou Yahveh (inglês e português), Yahvé (francês), Yahvéh (espanhol), ao invés de Jeová , Jehovah ou Iehovah ( Yehovah ). Porém, no ocultismo autêntico, sabe-se que existe uma confusão premeditada e intencional sobre isso e que o gnosticismo universal genuino desconfunde  e esclarece, em sua qualidade mais oculta.
.
Mas, antes de aprofundarmos neste tema, vamos primeiramente falar um pouco sobre o Jehová bíblico. Explicou o Mestre Samael que, do ponto de vista genérico, JEOVÁ ou JEHOVAH equivale a dizer, ELOHIM: os DEUSES, o exército da voz, que criam e voltam a criar por meio do VERBO. Elohim é Deuses e Deusas.

A hoste dos Elohim Criadores, o Logos, o Demiurgo, o Verbo, cria com poder da Palavra. Por isso está escrito:  
“No princípio era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus..."

O JEHOVÁ bíblico não é o Deus monoteísta jadáico. JEHOVÁ É IOD-HEVE; o eterno princípio divino masculino e feminino. Jeová é a hoste de seres divinos, os ELOHIM dos hebreus, os PRAJAPATIS hindú, o DEMIURGO socrático, os ANJOS reitores e diretores dos cristãos gnósticos, os Dhyanchohans, protagonistas da criação do universo e do homem. Deus é um conjunto de Deuses, o exército da voz, a GRANDE PALAVRA.




JEOVÁ, em sua acepção original, é IOD-HE-VAU-HE, o nome sagrado do ETERNO e tem quatro letras, raros são aqueles que sabem pronunciar. IOD o homem, HE a mulher, VAU o fogo, HE a água. IOD-HE-VAU-HE é o santo e misterioso TETRAGRAMATON
Escreveu o Mestre Samael:

"A corôa da vida tem três aspectos: o Ancião dos dias, o PAI; o FILHO muito amado do Pai e o ESPÍRITO SANTO muito sábio. PAI FILHO e ESPÍRITO SANTO são a tríade perfeita dentro da unidade da vida. Esta TRÍADE mais a UNIDADE DA VIDA, são o SANTO QUATRO, os quatro carpinteiros eternos, os quatro cornos do altar, os quatro ventos do mar, o santo e misterioso Tetragrammaton cuja palavra mântrica é IOD HE VAU HE, o nome terrível do ETERNO". ( V.M. Samael Aun Weor )

Nas INVOCAÇÕES DE SALOMÃO, proveniente da magia cabalística, vemos escrito:

"Elohim, combatei por mim, em nome do Tetragrammaton.
Malachim, protegei-me em nome de Iod-He-Vau-He!"
( Trecho das Invocações do sábio Salomão ) 

Ensinou-nos o Mestre Samael que o Deus antropomórfico ao estilo do Jeová judaico, trouxe como consequência o ateismo. Nos tempos mais antigos rendia-se culto aos Deuses, ao Demiurgo Deus Criador, aos Espíritos Inteligentes Diretores da natureza ( ou cosmocratores ), porém com a degeneração da cultura politeísta greco-romana surgiu o antropomorfismo monoteísta; que é a crença em um único Deus a imagem e semelhança do homem. Assim como o abuso do politeísmo trouxe, como reação, o monoteísmo, de mesma maneira, o abuso do monoteísmo fez surgir, também por reação, o ateísmo materialista. Precisamos voltar a compreender que DEUS É DEUSES e que DEUSES É DEUS.

Fica aqui esclarecido que JEOVÁ BÍBLICO equivale a dizer, ELOHIM: os DEUSES e que não tem absolutamente nada a ver com o nome JAVÉ, por ser Javé o nome de um ANJO CAÍDO, que se tornou um demônio terrível, a antítese do Cristo.

Sobre Javé escreveu o Mestre Samael:

"No Salão das Recordações (no Akasha) está escrita a história daquele anjo chamado Javé. Saturnino da Antíoquia, o grande cabalista, disse que Javé é um anjo caído, o Gênio do Mal, o Diabo. Javé é um Demônio terrivelmente perverso. Javé é aquele demônio que tentou Cristo no deserto e que o levou à montanha para dizer−lhe:
“Itababo. Todos estes reinos do mundo serão teus, se te ajoelhares e me adorares.”
Javé denominou ao povo judeu: "Meu povo predileto". Os Judeus confundiram intencionalmente Javé com o Senhor Jeová. Javé foi um hierofante lemuriano. Javé teve sua esposa sacerdotisa. Javé foi um anjo com corpo humano.
O Mestre Javé era um guerreiro da luz. Era um Grande Sacerdote do Raio da Força, e devido à sua alta dignidade sacerdotal teve o legítimo direito de usar elmo e armadura, escudo e espada de ouro puro. A esposa sacerdotisa de Javé era a todas as luzes uma dama adepto. Nos tempos arcaicos, as castas guerreira e sacerdotal se desenvolviam independentemente. No entanto, havia exceções, como o caso de Javé −que era ao mesmo tempo guerreiro e sacerdote. No ambiente lemuriano flutuavam os Lucíferes da Antiga Terra−Lua. Eles buscavam prosélitos e os encontraram. Javé foi um de seus prosélitos, pois tornou−se discípulo desses tenebrosos sublunares, tendo praticado Magia Sexual Negra, com derramamento do Vaso de Hermes. Esta é a ciência dos Dugpas de gorro vermelho. O resultado disto foi a fatalidade.
A serpente ígnea baixou, desceu aos infernos atômicos do homem e Javé converteu−se num Demônio terrivelmente perverso. Esta história está escrita no Akasha. Javé fez−se membro de um templo de tantrismo negro lemuriano.
Sua esposa sacerdotisa jamais aceitou a Magia Sexual com derrame do Vaso de Hermes. Javhé caiu com outra mulher. Todos os esforços de Javé para seduzir sua esposa sacerdotisa resultaram em fracasso. Ela não quis entrar no Templo Negro. Aquele casamento se acabou. A Dama Adepto não quis entrar pelo caminho negro.
Ela é agora um anjo inefável dos Mundos Superiores. O culto ao fogo é muito delicado. Os deuses do fogo ajudam e protegem a todos aqueles que seguem a senda do Matrimônio Perfeito". ( V.M. Samael Aun Weor )

O Dr. Arnold krumm-Heller ( V.M. Huiracocha ), referindo-se aos ensinamentos de Saturnino de Antióquia, disse:

"Aseguraba, dentro de sus enseñanzas, que el Jahve, Dios de los Judíos, era uno de los Angeles caídos, quien pudo llamar a su pueblo, por sus conocimientos, el pueblo predilecto..." ( Dr. Krumm-Heller - V.M. Huiracocha )

Para quem não sabe, Saturnino de Antióquia foi um renomado gnóstico do sec. II, pertencente ao gnosticismo cristão primitivo. Além de ter sido um célebre cabalista, foi também profundo conhecedor do Zend Avesta .

Também escreveu o V.M. Huiracocha:

"Estudos recentes confirmaram que o Deus Jahve ou Javeh dos Judeus é realmente um demônio perverso a quem os judeus intencionalmente confundiram com Jehová embora nada têm que ver um com o outro. Javeh é o nome de um demônio que lutou com Jesus na montanha e segue lutando com ele pelo governo de nosso mundo". ( Dr. Krumm-Heller - V.M. Huiracocha )

Como pode ver, não somente Samael Aun Weor, mas também o Huiracocha e Sartunino de Antióquia refere-se a Javé como um anjo caído, que se converteu num demônio e que lutou contra Jesus pelo governo de nosso mundo.

Porém, quanto a Jeová ser o poder dinâmico das vogais I.E.O.U.A, neste particular o Mestre Samael corrigiu o erro do Mestre Huiracocha, bem como outros equívocos desse Grande Mestre do raio da medicina.

O Mestre Samael Aun Weor corrigiu erros esotéricos não só do Dr. Arnold Krumm-Heller, mas de vários outros conhecidos INICIADOS como Eliphas Levi, H.P. Blavatsky, R. Steiner, Leadbeater,  Krishnamurti, Gurdjieff e etc. É preciso saber que todo Mestre fica muito aliviado e agradecido quando é corrigido por outro. Eles não se ofendem como acontece com nós aqui na Terra, até porque Samael também não deixou de enaltecê-los, como temos visto em seus vários livros. Por ser Samael um Mestre guerreiro do raio da força e possuidor de uma linguagem clara, objetiva e franca, que inclusive teve a missão de ampliar, corrigir , divulgar e desvelar o ENSINAMENTO ESOTÉRICO UNIVERSAL contido nas diversas culturas de nosso mundo, não é bem compreendido pelas pessoas teóricas e condicionadas e tampouco querem compreender os tipos satânicos que, premeditadamente, pegaram os ensinamentos esotéricos dos Grandes Iniciados para dar-lhe entendimento distorcido e condicionante. São esses que dizem que Samael fez uma "salada", demonstrando assim o quanto são PROFUNDAMENTE IGNORANTES.

Fica, portanto esclarecido, que Jeová ( ou Jehova ) não é Javé( ou Javeh ), pois como disse o próprio Mestre Huiracocha - o Javeh dos Judeus é realmente um demônio perverso; é um anjo caído como também dito por Saturnino de Antióquia. Javé foi um antigo hierofante lemuriano que se inverteu por ter se entregado a prática de magia sexual negra, como bem narrado por Samael Aun Weor.

Na CONJURAÇÃO DOS SETE do sábio Salomão também vemos escrito:"Em nome de Michael, que Jeová te mande e te afaste daqui, Chavajoth"
.
Observe que na CONJURAÇÃO DOS SETE não vem escrito JAVÉ ( ou Yahveh ) e sim JEOVÁ ( ou Yehovah ). Claro!, pois ao conjurar um demônio, se conjura com o nome de um DEUS e não com o nome de uma entidade que se transformou no DIABO e no maior rival do Cristo.

___________________________________________________